fbpx

Autoconhecimento

Não espere, já estou indo

Amo Desenvolvimento Humano
Escrito por Amo Desenvolvimento Humano em 25 de julho de 2020
Seguimos em conexão

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos

Por Jader Amaral

…Ainda escuto as risadas ao longe das crianças. Chamo para almoçar e elas respondem….estamos indo! Olho o relógio na parede e os minutos estão indo. O sol lá no alto em direção ao pôr do sol. Amanhã é segunda-feira e segue terça-feira, quarta-feira.

As crianças chegam e correm na volta da mesa. Vem um pensamento automático de dizer “parem”, mas como parar algo que está indo…. Observo tudo com atenção e mais presença. O coração bate forte, a respiração fica mais profunda e uma sensação forte de acessar um espaço diferente naquele momento. Um espaço vivo, mais transparente que tudo alegra, silencia e emociona. Um espaço de paz, sem tempo, sem regras, sem vento. Não espere, estou indo.

Não espere para viver melhor, para fazer outras escolhas, não espere. Vá em direção! Não espere para falar com o outro, não espere para pedir ajuda, para dizer que não sei, que não compreendo, que não está em harmonia. Não espere para admirar o outro, para elogiar, celebrar e rir muito. Em vez de apostar em um futuro melhor, podemos apostar nesse exato segundo. Não espere a sua vez, pois sempre é a sua vez. Respiro…tudo é agora, não espere, pois já estou indo…

Essa ideia ou ter a consciência que tudo está indo é muito poderosa. É um convite para levantar a cabeça e questionar o que faço, como faço, como posso fazer melhor, como posso viver em um lugar que comunica mais leveza, bem-estar, energia, colaboração, conexão, mais amor.

Como diz Ostaseski, Frank (2017, p.26). Aceitar a verdade de que todas as coisas um dia acabam nos encoraja a não esperar para viver cada momento de forma intensa. Paramos de perder tempo com atividades desimportantes. Aprendemos a não ser tão apegados a nossos desejos, nossas opiniões e até mesmo nossa identidade. Em vez de apostar num futuro melhor, focamos no presente e em sermos gratos pelo que temos. Ficamos mais amáveis, mais compreensivos, mais generosos. Dizemos “eu te amo” com mais frequência porque entendemos a importância da conexão humana. Não espere é um caminho para a realização e uma vacina para o arrependimento.

Existem várias celebrações da efemeridade no nosso dia a dia e uma das mais praticadas é na cozinha. Gosto muito de fazer pizza. Seleciono todos os ingredientes, vou até a pequena horta para colher cebolinha, salsinha, manjericão, pimenta e orégano. Preparo a massa com a família, depois abrimos e vem o momento da decoração. Colocamos todos os temperos, enfim, dá água na boca e ao final uma foto para registro. Vai ao forno e minutos depois de pronta……desapareceu.

Tudo está indo em seu processo natural. Buscamos muitas vezes uma vida mais sólida, segura e com garantias como fosse pra sempre. Corremos o risco de ficarmos menos flexíveis para falar, expressar nossas ideias, nossos sentimentos, experimentar outros pontos de vista (outras verdades) e assim não tocamos no mundo, não descobrimos outras formas de pensar, se relacionar e de interagir com a vida. Não descobrimos mais sobre o outro e principalmente sobre nós mesmos.

Não espere, já estou indo…

Seguimos em conexão

Olá,

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

One Reply to “Não espere, já estou indo”

Gislaine Amaral

“…Em vez de apostar num futuro melhor, focamos no presente e em sermos gratos pelo que temos. Ficamos mais amáveis, mais compreensivos, mais generosos. Dizemos “eu te amo” com mais frequência porque entendemos a importância da conexão humana.”
Esse trecho me tocou.Gratidão por compartilhar essas palavras que vem do coração.
Mesmo parado tudo está em movimento (respiração, piscar, fluxo sanguíneo…). O que existe é movimento e tudo está indo!!!
..a presença é a lucidez profunda de compreender a natureza que existe além da realidade que estamos acessando.